12 Replies to “Tigelada”

  1. Sempre pensei que estas Tigeladas fossem típicas de Abrantes, aliás fabricadas na localização vizinha de Rio de Moinhos. Estranho não haver referência a este facto. Na realidade há regiões com outras tigeladas que se distinguem entre si pela confecção e pelo sabor.

    Parabéns pela iniciativa!

  2. A origem da tigelada é da localidade de Rio de Moinhos-Abrantes.São vendidas e confeccionadas por várias localidades em Portugal.

  3. as melhores tijeladas sao mesmo de Abrantes embora a pastelaria tágide seja a unica a fazer as tijeladas como deve de ser porém tem centenas de 1 prémios em Tijeladas Brôas de mel com nozes Palha de Abrantes , Castanhas doces e muito mais ….
    formador de Pastelaria/Confeitaria Chefe Mestre Pasteleiro Fernando Correia

  4. A tigelada da m/ região (Beira Alta) é num tacho de barro que vai ao forno e à mesa, em dias festivos. 1l leite+ 1 dz ovos+ 1k açucar. Batem-se os ovos com o açucar, bem batidinhos para ficar escrapiadinha, junta-se o leite e vai ao forno (de lenha, de prefª). Deve ficar com uma boa casca tostada por cima. Deixa-se arrefecer e mete-se no frio. Come-se bem fresquinha agradecendo a Deus o prazer daquele momento.

  5. A origem das tigeladas, doce conventual, são de facto da freguesia de Rio de Moinhos, concelho de Abrantes e a história passo a citar:
    Foi uma senhora que aprendeu o segredo das tigeladas há quase um século, através de uma sua amiga.
    De nome, Verdiana, que fora lavadeira de um convento de Abrantes (Convento da Graça – demolido em 1902) onde aprendeu o segredo do doce, com as freiras.
    Foi assim que começaram a fazer tigeladas em Rio de Moinhos e o segredo passou de geração em geração até aos nossos dias.
    O nome tigeladas, deriva da tigela de barro, onde o doce é cozido. A tigela é de barro vermelho e não pode ser vidrada, nem levar qualquer gordura.

  6. As melhores tijeladas que eu alguma vez comi eram na Pastelaria Rosel em Castelo Branco. So as faziam aos domingos e em numero pequeno mas valiam a pena. Eram mais fininhas que as tijeladas de Rio de Moinhos (uma paragem obrigatoria a caminho da Nazare para comer tijeladas!) e mais delicadas. Nunca vi tijeladas como estas em lado nenhum.
    Infelizmente a Rosel ja nao existe e o segredo dos seus bolos maravilha (incluindo pasteis de nata que se comiam aos pares, patas de veado, cornocopias, almofadas, rins, duchesses e etc, croissants e babas, entre muitos outros) morreu com o chefe pasteleiro. Uma pena.

  7. entao ainda nao provaram as da Pastelaria Tágide as melhores tijeladas as melhores brôas de Mel e a Melhor Palha de Abrantes

  8. para mim é de ferreira do zezere e eram feitas pela minha tia maria emilia(no mercado todos a conheçiam e recebeu também bastantes premios…)e até a maria de lurdes modesto tentou copiar a receita(vejam as receitas no livro de ela…)

  9. Sem Dúvidas a melhores Tigeladas são mesmo da Pastelaria Tágide em Rossio ao Sul do tejo
    1º Prémios de Tigeladas
    1º Prémio de Palha de Abrantes
    1º Prémio de Castanhas doces
    1º Prémio de Broas de Mel e nozes
    1º Prémio Mulatos
    A melhor doçaria de Abrantes

  10. Sem desprimor para as Tigeladas da Tágide, que conheço, as melhores Tigeladas de Abrantes, são aos do Café del Rei no Tramagal. A Dona do espaço, natural de Rio de moinhos, fabrica dentro da tradição e receita original. Vão lá e comprovem…felicidades

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.