24 Replies to “Garibaldi”

  1. Qual “Biarritz” qual “Mexicana” … O bom “Garibaldi” é mesmo da Pastelaria Condestável, em Almada! heheh

  2. Garibaldi, Claudino e Pastel de Nata, só no Capote na Rua dos Pescadores na Costa da Caparica. Quem não conhece não sabe o que perde!

  3. bem eu sou do norte e nao conheço este garibaldi, o recheio é de quê???? algume me sabe disser , é uma mousse de chocolate, uma massa tipo mil-folhas?? obrigado a quem me responder

  4. Os bons mesmo são da Pastelaria Repuxo, em Almada. em 2ºLugar ficam os da Condestável e em último, último mesmo os da Pácoa. todos os outros são imitações rascas!!!!

  5. Boas a todos olhem respeito os profissionais tenho pena de não ter o FAMOSISSIMO C.A.P que agora exigem para dar aulas o que eu vejo é que tudo isto é uma pastelaria feita por sucateiros ou então por meninos destas fornadas tenho 50 parras em cima com um cardapio de pastelaria nacional e internacional ou seja globo mas sou simples saibam esta estou sempre metido em sarilhos quando venho para Portugal nunca tenho sorte de demonstrar pastelaria de alto nivel porque ou é da idade ou é do lugar ou é da crise estou farto disto quem quizer umas dicas estou em fernandomsmr@yahoo.com.br aos senhores sabichões talvez medir a distancia seria melhor dua vezes ir e voltar há lua para apresentar pastelaria é preciso ter respeito alguma desta pastelaria punhala no caichote do lixo por acaso existe algum bolo chamado piramide cuidado com a AZAI-charlatões isso era do tempo da miseria que valia tudo como quereis competir co uma frança belgica suissa hungria sabeis que muita da grande pastelaria foi da hungria para frança conheçer um pouco de historia faz parte de um bom pasteleiro saberde onde veem os ingredientes e sber-lhes dar a volta dar requinte e charme dar uma terminologia um sabor uma cor condizer com o aspecto fisico do elemento elaborado saber ser profissional guardando os segredos reservando estes em seu poder discutilos em publico mas com o maximo de cuidado para que não se caia no ridiculo de toda as pessoas saberem quantos patrões não foram á falencia por muitos charlatões andarem por aí a gabarem-se de segredos profissionais que só aquela ou outra empresa detinham isto tudo trouse-nos a muitos a este miseravel estado em que se encontra esta profissão de que tanto gosto mas é o que se vé não dou receitas a nimguem nem a profissionais que não conheço pois defendo que é legitimo salvaguardar a profissão os sehores fulanos tais não andam a contar a ninguem como fazem para terem as contas chorudas são segredos profissionais ok?um abraço a todos e a quem couber a carapuça que a ponha até um a proxima.

  6. ola eu nao sou da vossa opiniao sobre o garibaldi pois eu sou 1 oficial de pastelaria e faco quase td os dias esses bolos divinos e os melhores sao sem duvidas nenhumas os da perola do feijo aparecam e vejam por voces sao os originais sem duvida abracos a tds

  7. Tens razão Sergio os Garibaldis d’A perola do feijo são realmente divinos digo-to eu que ja provei e aprovei , na escala de 1 a 10 valem 11, acho que quem fala de outros nao sabe o que diz nem sabe o que perde mas agora acho tambem que nao és tu quem os faz sei por fonte segura que é uma mulher, pois eu costumo comprar e emcomendar lá bastantes.
    bjs e abrazos e muitos garibaldis

  8. Garibaldi é um dos melhores bolos que conheço. Actualmente tenho experimentado comê-los em alguns (raros) locais onde os consegui encontrar. Mas os melhores que degustei são fabricados na Pastelaria Capote na Costa de Caparica. A receita que usam julgo que ainda é a mesma que herdaram da antiga e infelizmente desaparecida pastelaria Papo-Seco que funcionava na esquina do lado direito da Rua dos Pescadores.
    Os antigos moradores e frequentadores da Costa certamente se lembram disto.

  9. Pois, e ainda em Almada, mas desta feita nos anos 80/90, o maravilhoso Garibaldi nao podia ser melhor senao o fabricado na pastelaria “Repuxo”. Creio que hoje nao tera’ a mesma gerencia, mas nao posso garantir … !!! Ainda lhe sinto o gosto …

  10. E alguém já provou os da pastelaria Nilo, em Benfica? Ahhh, pois é. Vão e verão.
    Também gostava dos da Império e dos da Lua de Mel ambas na Baixa mas quer uma quer outra já fecharam.

  11. Ainda por Almada, alguém se lembra, onde se comiam bons Garibaldis, nos anos 70? claro era no Condestável, ainda a Pastelaria Páscos era uma leitaria e não vendia este tipo de bolos. Foi no Condestável e no Repucho, que pertencia aos mesmos proprietários que apareceram os verdadeiros Garibaldis,nos longiquos anos 70. E foi por essa altura tamb+em que eles inventaram o Setubalense, não se come igual em mais lado nenhum. Agora moro fora de Almada, e só lá vou às vezes, quando sinto falta dessas delicias.

  12. Concordo com a Suzi… o grande Garibaldi era o da Imperio da Baixa. Mas é já uma memoria com 30 anos ou mais. O segredo estava na cobertura. Nunca mais encontrei nada igual.

  13. Provei comi varios na zona de Lisboa encontrei e deliciei-me com o Garibaldi na pastelaria girassol ao pe da estação de são João do estoril aconselho gulosos comao muitos

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.